Evento discute território e sustentabilidade no Semiárido

Publicado por CIDACS em 30/01/2018 às 17:56

Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil

Como dados e informações podem ajudar a população de uma das regiões mais inóspitas do Brasil a conviver melhor com o local onde vive? Qual é o papel do conhecimento científico na melhoria da governança e condições de vida do Semiárido? Essas são algumas das questões a serem discutidas nesta quarta e quinta-feira, 31 de janeiro e 1º de fevereiro, na oficina “Informação para governança e o desenvolvimento de territórios saudáveis e sustentáveis”, que será realizada no auditório Tecnocentro, em Salvador.

O evento é aberto ao público e visa discutir o desenvolvimento de uma abordagem de monitoramento e avaliação cooperativa para os Territórios Saudáveis e Sustentáveis, tendo como referência o saneamento e o acesso à água de qualidade. Além disso, deve ser discutida a Agenda 2030 dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável.

Para discutir estes temas, logo no início do evento, estarão entre os convidados o coordenador do Centro de Integração de Dados e Conhecimentos para Saúde (Cidacs/Fiocruz Bahia), Mauricio Barreto, que vai tratar do uso do linkage como estratégia para monitoramento e avaliação de territórios, e o pesquisador Jorge Machado, coordenador da Rede Territórios Saudáveis e Sustentáveis, da Fiocruz Brasília, que abordará perspectivas e desafios do projeto.

Além de Barreto e Machado, foram confirmadas a presença da professora Carmem Teixeira, do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia (ISC/UFBA) e do professor Christóvam Barcelos, pesquisador titular do Laboratório de Informação em Saúde do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Lis/Icict), na Fiocruz. 

Veja a programação completa em: http://bit.ly/2noQfhk